.

.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Quem não foi perdeu!!!!!







7 comentários:

Joelma disse...

Em que local vai ser este evento.
Joelma.
Mínisterio Balsamo de Gileade em nova Iguaçu - Rio de Janeiro.

marnix disse...

Querida, você tem folder para colocar no orkute e ajudar a divulgar.
Bjs!

marnix disse...

Meu e-mail: dulceornilo@gmail.com

Dica disse...

Gostaria de feceber o folder para divulgar, vc poderia confimar os valores, pois no Cartaz que vi são diferentes desse Blog.

dilceamorim@msn.com

SandraMac disse...

Conte comigo para ajudar a divulgar!
Jesus abençoe esse evento.
Bjs***

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

Músico de Salvador Adriano Serravalle disse...

E QUANDO MENINOS SÃO AS VÍTIMAS?

Existe um aspecto triste em nossa jurisprudência, que não acompanha a evolução das leis. Trata-se da super vitimização de meninas menores de 14 anos, que abusam do direito de serem menores, ao se relacionarem com garotos acima dos 14 anos, e posteriormente, após serem descobertas de que seduziram tais menores pela internet e que fizeram sexo com eles, se dão por estupradas, choram diante de autoridades, que cegas, impedem o exercício da ampla defesa dos meninos.



Funkeira / Nude
São meninas de 12 e 13 anos, com corpo e cabeça feitos (mesmo vistas na lei como vulneráveis), mas que controlam toda situação, seduzem, enviam fotografias parcialmente ou totalmente nuas, põe dúvidas acerca da masculinidade dos meninos, tudo para garantir o sexo, e logo depois se fazem de vítimas, quando a lei assegura aos meninos proteção em relação a ataques cybernéticos, que podem ser cometidos pelas adolescentes.

As autoridades, mesmo após tanta tecnologia para se averiguar a verdade dos fatos, se calam, tomas as dores de meninas mentirosas, que fumam e se embriagam, usam drogas, são envolvidas no tráfico e em outras criminalidades.



Nada se observa em relação aos menores de 18 anos, que podem se relacionar com estas meninas por estarem sendo vítimas de ataques cybernéticos pornográficos pelas menores, talvez por preconceito das autoridades de ainda não enxergarem os meninos como vítimas, ou ainda darem prevalência à velha e falha dogmática de que "as declarações da 'vítima' são verdadeiras, até que se prove o contrário.

Mais grave ainda, é que se esquecem o final desta dogmática, não permitindo o contraditório e a ampla defesa dos acusados, os pondo como carrascos da sociedade, com pena não condizente à realidade social em que vivemos.

Invertem a ordem jurídica que, em se tratando de adolescentes, ambos são vulneráveis, possuindo a mesma proteção do Estado, e tornam as possíveis e verdadeiras vítimas (meninos) em pré-condenados à injusta reclusão.

Retira-se pois uma vítima em real situação (meninos), da sua condição de vítima das meninas, e os transformam em verdadeiros bandidos, afastando-o da sociedade e da proteção dos pais, para juntar-lhes a verdadeiros criminosos.

Fonte:http://adrianoserravalle.blogspot.com.br/2016/09/e-quando-meninos-sao-as-vitimas.html